Pular para o conteúdo principal

História do Scrapbook _ Curiosidade

História do Scrapbook

A partir de 1600, primeiro na Alemanha e depois na Inglaterra, surgiu uma forma de compilar informações que incluía receitas, citações, cartas, poemas, em um livro, único, de interesse exclusivo do seu criador. Eram como obras melhoradas dos mesmos livros usados até nos dias atuais, onde amigos ou clientes  escrevem seus nomes, títulos e textos curtos ou ilustrações, a pedido do proprietário do livro, a título de memorábilia.

Ao longo da história, essas edições artesanais e particulares foram incrementadas com lembranças de viagens para a Europa, pequenos objetos recolhidos nos lugares visitados, frases descobertas em livros e em meditações durante o deslocamento, desenhos de brasões e até obras de arte encomendadas a artesãos locais, - tornando-se álbuns.

Em 1775, James Granger publicou uma história da Inglaterra com várias páginas em branco ao final do livro. A intenção do autor era que as páginas fossem utilizadas para o leitor personalizar a obra com suas próprias recordações - essa prática com o tempo ficou conhecida como "grangerizing".

Ainda entre os  séculos 18 e 19, os álbuns de amizade e anuários escolares oferecidos às meninas para partilharem suas habilidades literárias, surgem como a oportunidade de documentar a sua própria recordação histórica. No final do século XVIII, uma nova tecnologia, surge a impressão em cores.

Na Alemanha, apareceram Die Cut-brilhantes impressos em papel, sucatas (glandzbilder, em alemão). Inicialmente eram sobras de trabalhos de impressão e, por vezes utilizado na padaria para a embalagem especial de pão. Logo, o interesse por colecionadores para coletá-los em álbuns, chamados de "Glansbilled" (holandês). Estes álbuns iriam se tornar mais populares até o final do século XIX. A primeira fotografia permanente foi criada por Joseph Nicéphore Niépce, em 1826, e será a fotografia moderna uma revolução nos antigos álbuns particulares.

O scrapbook tornou-se popular depois da publicação de um livro chamado “Manuscript Gleanings and Literary Scrap Book” de John Poole, em 1826. Este livro era uma coleção encadernada de poemas impressos e gravuras, além de conselhos sobre como conseguir organizar os scraps.

Nos Estados Unidos, a arte do Scrapbook chegou há mais de cem anos, desenvolvendo-se principalmente em regiões como Salt Lake City, em Utah, onde se concentram muitas famílias da religião Mórmon. A fotografia tornou-se disponível para população cada vez maior, com a invenção de fotografias em papel de George Eastman, no final 1880; e a produção em massa da Kodak Brownie, uma câmera projetada simples, de baixo custo, mecanismo suficiente para uma criança acioná-la, em 1900. Isto permitiu começar a incorporar fotografias nos scrapbooks. Estas primeiras experiências tendem a incluir fotos montadas com photo mounting cantos, notações em uma foto ou onde e quando foi tirada, muitas vezes incluído pedaços de memórias, como recortes de jornais, cartas, etc.

Scrapbooking moderno além da coleção de fotografias, bilhetes, cartões postais e outras recordações, journaling é muitas vezes um elemento principal em scrapbooks modernos. Journaling é um texto que descreve, explica, ou acentua as fotografias em uma página de recados. Journaling contemporânea pode assumir muitas formas. Pode ser reflexivo e histórico ou simplesmente uma lista de palavras. Journaling pode também incluir letras de músicas, citações e poemas. O valor de journaling oferece contar histórias da família e podendo ser preservadas. Muitos consideram diário um dos elementos mais importantes de qualquer página de recados. Journaling é uma escolha pessoal descrever o evento, as fotografias relacionam sentimentos e emoções. Journaling escrita à mão é considerado o melhor por alguns scrapbookers que vêem a caligrafia tão valiosa para a posteridade.

O scrapbook pode ser tanto artesanal quanto digital. Enquanto a técnica clássica de scrapbook consiste no uso de cola, tesoura, papel, objetos e fotografias, o scrapbook digital utiliza editores de imagem e programas para a manipulação de objetos na tela. 1980 é o marco do Scrapbook moderno, nesse ano Marielen Christensen compartilhou 50 volumes dos livros de memórias de sua família na Conferência Mundial sobre recordes, em Utah. Os álbuns geraram tanto interesse que a família Christensen abre a primeira loja de varejo Keeping Memories Alive (Manter memórias vivas). Hoje em dia existem várias técnicas para serem aplicadas em seus projetos, o tipo de material ideal é o Acid Free, livre de ácido. Um resumo da fascinante História do Scrapbook, graças a internet :)


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Esteira para Sofá _ Cartonagem

Olá, Pessoal! Hoje vamos fazer um projeto com a técnica da cartonagem. 
Essa esteira se adapta em qualquer braço de sofá, para apoiar copo, controle remoto, celular, Ipad, super leve e não deixa marcas e manchas.

                                            by Rocosta 2015


 Material Técnica Cartonagem Base de corte Estilete Tesoura Régua Pincel e rolinho_ para  passar a cola Fita crepe para fitar toda peça             Dobradeira e espátula
Chipboard ou papelão cinza 1.2 mm Tecido de 100% algodão_ cor de sua  escolha Papel duplex branco Fio de cabelo gabarito para encadernação _ 6mm Cola branca extra forte Passa fita_ opcional_ use cola de silicone


                                           by Rocosta 2015


Medidas  Base tecido de 100% algodão _39,07 cm largura x 31,05 altura, com folga de 2cm_           Cortar 2x  Base papel duplex_ 39,07cm largura x 31,05cm altura_ cortar 2x Cortar 10 astes ou tiras, chipboard ou palelão cinza _ 2cm largura x 31,0 cm altura Cortar base central, chipbo…

Floresta Encantada _ Enchanted Forest

Olá pessoal!
O livro Floresta Encantada da ilustradora  Johanna Basford,  reside na aréa rural da Escocia realmente o mundo  transformasse em algo mágico, livro de colorir para adultos, enquanto está colorindo  irá aparecer algumas figuras escondidas, se achar todas completa o desafio.







                                                           by Rocosta 2015




                                                   by Rocosta 2015



As folhas do livro tem uma boa gramatura, meus lápis de aquarela estavam encostados  há muitos anos... AH!  minha mão está pesada tenho que pegar leve ... rs  como sugestão  podemos  explorar  a  técnica Mixed media,  simplesmente você se concentra em colorir, ATENÇÃO!  altamente viciante ...hehehe.
                                                                         by Rocosta 2015




                                                  by Rocosta 2015



Materias que ultilizei em  2  páginas_ o livro tem  88 páginas ;)
Lápis de cor aquareláveis Aqua Brush _ caneta pi…

Laço de papel

Olá pessoal! As meninas adoram laços, projeto de hoje laços de papel.



                                                             by Rocosta 2015


Envelope Punch Board We R memory Keepers, é uma ferramenta versátil,  faz  envelopes, laços, caixas, detalhes em folhas para mini albúns scrapbook, infinitas possibilidades. 


Essa ferramenta lembra uma régua, produto importado, as marcações estão em polegadas,  junto acompanha tabela em centímetros, ao centro é um furador, colocando o papel na direção da medida preciona o furador para o corte, é feita a curva,  ao lado com a dobradeira vincar o papel, essa é a sequência para projetos em caixa, para os laços só irá ultilizar o furador.
                                                                  Molde



Obs; Alerta a gramatura do papel, não pode ser muito alta, folhas de papel dupla face de scrapbook cardstock ficam perfeitas, manusei outras gramaturas e não ficou tão encorpado. Qualquer papel ultilizado  trabalhe   com  a dobradeira par…